De onde vieram e como funcionam as Franquias Pessoais

Atualmente, diversas modalidades de franquias pessoais são oferecidas pelas mais variadas empresas, mas vamos tratar aqui das que oferecem maior oportunidade de crescimento para os franqueados, possibilitando-os tanto lucros sobre comercialização de produtos, como bonificação pela indicação de novos franqueados – o que chamamos de “alavancagem”.

História das Franquias Pessoais

Essa versão das franquias pessoais que iremos abordar foi inventada na década de 20, pelo médico e químico Dr. Carl Rehnborg, um notável cientista com visão inovadora sobre negócios.

Conta a história que ele inventou esse modelo de negócio enquanto atuava como representante de vendas de companhias americanas na China e começou a perceber as falhas no tradicional modelo de distribuição de seus produtos.

Um negócio bilionário

Atualmente as Franquias Pessoais são, em geral, um sofisticado meio de distribuição, que permite, tanto às empresas franquedoras quanto aos franqueados um ritmo de expansão sem limites, podendo vir uma nova companhia a iniciar sua operação em dezenas de países simultaneamente, sem nenhum problema.

Segundo Neil Offen, presidente da Direct Selling Association, órgão que estabelece as regras de ouro nas práticas de negócios e que cuida da ética no mercado de Franquias Pessoais, no ano passado, as vendas globais desse setor atingiram US$90 bilhões, tendo um acréscimo de 14% sobre o ano anterior.

Ele também aponta que atualmente 27 milhões de pessoas atuam nesse segmento, a um ritmo de 350.000 pessoas tornando-se franqueadas de alguma marca a cada semana.

Um negócio atestado pelas melhores universidades do mundo

Esse sistema de negócios, que teve início a partir de uma simples idéia, hoje é cientificamente desenvolvido e ensinado nos centros de negócios de universidades do mais alto escalão, como Harvard e Oxford e no Brasil, alguns cursos especializados já dão seus primeiros passos nas regiões sul e sudeste.

As Franquias Pessoais no Brasil

Pelo fato da maioria das franqueadoras estarem voltadas ao setor da saúde e bem-estar, o Brasil logo tornou-se o segundo maior mercado mundial dessas empresas.

No entanto, diante do sucesso do negócio no País, logo empresas de outros segmentos passaram a oferecer a possibilidade de pessoas físicas representarem suas marcas e seus produtos.

Dentre as empresas brasileiras mais conhecidas que oferecem oportunidades de Franquias Pessoais, podemos destacar o Banco do Brasil, Unibanco (Unicard), Tam linhas aéreas, Oi telefonia, Itaú, entre outras.

Como funcionam as Franquias Pessoais

Basicamente, as companhias oferecem às pessoas a oportunidade de representarem suas marcas e produtos e obterem ganhos através da venda direta ou da bonificação pela indicação de novos consumidores/franqueados. No caso das vendas diretas, os franqueados obtém lucros instantâneos sobre o valor de venda menos o valor de custo dos produtos.

Mas o que potencializa mesmo esse negócio é a possibilidade da bonificação sobre a movimentação de produtos gerada a partir de uma grande equipe de distribuidores indicada pelo franqueado.

Esse formato de ganhos permite que qualquer pessoa possa usufruir dos benefícios da célebre frase do bilionário americano John Paul Getty, que disse: “Prefiro ganhar um 1% do esforço de 100 pessoas, do que 100% do meu próprio esforço”.

Essa bonificação sobre a movimentação da equipe geralmente está detalhada no plano de marketing da companhia, que é apresentado ao franqueado no ato da aquisição de sua franquia.

Por se tratar de um plano de marketing que descreve uma bonificação gerada pelos diversos níveis da equipe indicada pelo franqueado, ele chama-se plano de marketing mulinível.

Entenda o poder desse modelo de remuneração no vídeo abaixo.